ENSINO MILITAR

79

Suely Campos abre ano letivo na escola Luiz Rittler Brito de Lucena

Dando início ao calendário escolar 2018, os alunos das escolas militares da capital e do interior, voltaram às aulas hoje. A governadora Suely Campos acompanhou de perto o retorno dos estudantes da Escola Estadual Doutor Luiz Rittler Brito de Lucena, no bairro Nova Cidade, que conheceram as regras pertinentes ao andamento do processo de militarização.

Esse primeiro momento faz parte da programação da “Semana Zero”. A gestora, tenente coronel bombeiro militar, Rosimeyre de Oliveira, explicou que a ideia é dedicar esta semana aos treinamentos militares, uma fase de adaptação. “Temos seis turmas de 6º ano, que são de novatos. Eles vão receber orientações sobre as regras do sistema militar, ou seja, questões de disciplina, respeito e hierarquia”, disse.

Ela informou ainda que o treinamento, teórico e prático, vai ser feito pelos militares. “Este é o momento dos estudantes aprenderem sobre o regulamento, principalmente no que se refere à continência. E os militares estão preparados para passar detalhadamente esses preceitos. Na próxima semana eles vão para sala de aula, iniciar a parte pedagógica”, ressaltou Rosimeyre.

A governadora Suely Campos, que acompanhou o primeiro dia dos estudantes na escola, destacou que o ensino militar tem mudado a vida de muitos jovens. “Estamos iniciando o calendário escolar deste ano, contemplando mais 15 escolas militarizadas que carregam os pilares da disciplina, hierarquia e o respeito, ou seja, uma gestão compartilhada. Isso vem transformando a vida de muitas crianças e adolescentes”, disse.

Suely disse ainda que a iniciativa tem dado resultados positivos. “Aumentamos o rendimento escolar dos alunos e isso tem sido muito benéfico. Pacificamos as escolas, não existe mais violência nas salas de aula. Então, com esses resultados esperamos alcançar as metas do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica)”, frisou.

A estudante Jamilly Souza, do 6º ano, estava ansiosa para conhecer as regras militares. “Não tenho dúvida que vou aprender muito no ensino militar, principalmente a questão do respeito à hierarquia. Vou colocar em prática na escola e também em casa, respeitando mais ainda os meus pais”, comentou.

SHARE