PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS

11

Agricultores cadastrados começam a fornecer produtos

Quase mil produtores cadastrados em 2017 iniciam entrega de alimentos este mês

Os alimentos são distribuídos entre 454 instituições como escolas, creches e hospitais

Os produtores cadastrados no PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) da Seapa (Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento) em julho do ano passado, começam a fornecer o excedente de suas produções a partir deste mês.

Ao todo, foram cadastrados 937 produtores em todo o Estado. Os itens adquiridos pelo Governo do Estado serão destinados a 454 instituições como escolas, creches, hospitais e associações.

Segundo a coordenadora do PAA, Paula Silva, os produtores foram selecionados conforme avaliação técnica. “Nossos técnicos agrícolas presentes nas CPRs (Casas do Produtor Rural) dos municípios, avaliam cada caso e verificam se o produtor tem condições de atender as demandas do Programa e se preenche todos os requisitos necessários”, explicou.

Critérios também são estabelecidos para a seleção das entidades a serem beneficiadas pelo PAA. Estas instituições já recebiam alimentos do PAA desde a reativação do Programa, no final de 2015.

Para mantê-las nesta lista, os nomes foram submetidos ao crivo do Consea-RR (Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional de Roraima), que aprovou a permanência em assembleia.

O PAA é um mecanismo que permite ao governo estadual, comprar produtos da agricultura familiar, auxiliando numa das etapas mais difíceis do processo produtivo que é a comercialização, de maneira rápida e descomplicada.

“Nossa função é garantir a oferta de alimentos saudáveis para os beneficiários e, além disso, proporcionar geração de renda para os agricultores familiares”, disse a coordenadora do PAA.

A iniciativa reflete de forma positiva no desenvolvimento do Estado. Cada produtor pode receber até R$ 6,5 mil em um período de um ano, conforme a entrega dos itens.

O pagamento é feito por meio de depósito em conta bancária conforme a entrega da produção. “O objetivo do programa é justamente esse: auxiliar o produtor na geração de renda, evitando desperdício e atendendo as necessidades de quem precisa”, declarou Paula.

SHARE