MODERNIZAÇÃO DAS CARREIRAS

71

Governadora Suely contempla servidores da Administração Indireta com criação de PCCR

Aprovada na Assembleia, Lei que garante modernização de carreiras será sancionada pela governadora Suely Campos

Servidores do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), Aderr (Agência de Defesa Agropecuária de Roraima), Femarh (Fundação Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Iacti (Instituto de Amparo à Ciência, Tecnologia e Inovação de Roraima) e Uerr (Universidade Estadual de Roraima – servidores administrativos) tiveram os Planos de Carreiras, Cargos e Remunerações aprovados nesta quarta-feira, 27.

A Lei que cria as novas carreiras foi enviada pela governadora Suely Campos para a Assembleia Legislativa e aprovada pelos parlamentares nesta quarta-feira (27). Agora, será sancionada pela governadora e entra em vigor.

“Mais de 50 categorias e aproximadamente 500 servidores dos níveis fundamental, médio e superior serão beneficiados, com planos de carreiras modernos, que darão a segurança de evolução nos salários e valorização”, reforçou Suely Campos.

Segundo a governadora, são categorias que trabalham diretamente em ações que visam o desenvolvimento do Estado, como licenciamento ambiental, erradicação da febre aftosa, da mosca da carambola, regularização fundiária, formação para o mercado de trabalho. “São setores que o nosso governo tem priorizado desde o início da gestão”, disse.

O secretário extraordinário do Gabinete Institucional, Frederico Linhares, disse que para a criação e aprovação do PCCR das Indiretas, foram necessários quase dois anos de planejamento, entre reuniões com a equipe técnica de governo e os representantes das categorias. Foi um tempo essencial para que outros setores fossem organizadas, como a administração direta.

“Temos baixa arrecadação e estamos atravessando uma crise econômica muito profunda nos dois últimos anos. Então, o governo se planejou com muita responsabilidade. Foi tudo muito bem estudado e em parceria com os sindicatos das categorias. E para que chegássemos a essa vitória, foram feitas concessões dos dois lados, uma prova de maturidade desses profissionais”, explicou Linhares.

No entendimento da equipe de governo, o PCCR das categorias da administração indireta chega em um momento ideal, quando ações consideradas estruturantes já foram implantadas.

“A gente avançou em diversos setores, num trabalho político incansável da governadora Suely para a liberação das terras, erradicação da febre aftosa com vacinação, erradicação da mosca da carambola, a criação do curso de medicina na Uerr. E todas essas ações tiveram a participação dos servidores que hoje, colhem os frutos desse trabalho estruturante, sendo reconhecidos”, ressaltou Linhares.

NA PRÁTICA – O incremento nas remunerações será efetivado em dois momentos: o primeiro, em janeiro de 2019 e o segundo, em janeiro de 2020, representando neste último, um aumento de R$ 15 milhões no gasto com salários.

“Foi tudo feito em parceria com as categorias, que foram muito compreensivas, aceitando que os efeitos financeiros só sejam efetivados a partir de 2019. Essa foi uma das negociações mais maduras das que tivemos até agora. Estamos corrigindo uma injustiça e potencializando a atuação dos profissionais desses setores, que contribuem diretamente para as ações que visam o crescimento do Estado. E nós temos o compromisso dessas categorias, de trabalhar incansavelmente para que 2018 seja o ano de ações que vão marcar o desenvolvimento de Roraima”, avaliou Linhares.

O Representante do Sindicato dos Fiscais Agropecuários, Marcos Evangelista, disse que os servidores da Agência de Defesa Agropecuária de Roraima estão felizes com o resultado da aprovação do PCCR.

Segundo ele, a aprovação do plano tem ponto positivo porque os servidores da agência estarão mais motivados em desempenhar suas funções, contribuindo para o desenvolvimento da agricultura do Estado.

SHARE