IMIGRAÇÃO VENEZUELANA

21

Aprovados em processo seletivo firmam contratos para atuar em centros de referência

Processo foi destinado à seleção e contratação de 12 profissionais, sendo oito de nível superior

Nesta terça-feira, 21, os aprovados no Processo Seletivo da Setrabes (Secretaria Estadual do Trabalho e Bem-Estar Social) voltado à contratação de profissionais para atendimento aos imigrantes venezuelanos em Boa Vista e Pacaraima, assinaram contratos e entregaram a documentação para dar inicio ao trabalho.

Antes de atuarem nos centros de referência do Estado, os profissionais ainda serão capacitados em parceria com a OIM (Organização Internacional para as Migrações), de quinta-feira (23) a sábado (25), no auditório do INAN (Instituto de Antropologia) da UFRR (Universidade Federal de Roraima).

Na próxima segunda-feira, dia 27, a Setrabes também realiza uma oficina por meio de técnicos em assistência social de alta complexidade, para complementar a capacitação dos profissionais, onde serão repassadas informações sobre legislação e questões práticas na área.

A secretária-adjunta da Setrabes, Edilânia Mangueira, afirma que as capacitações visam preparar as equipes para que não tenham dificuldade em executar as ações em prol do público migrante.

“A equipe terá um grande desafio em aplicar os conhecimentos, mas também é um momento em que teremos que usar nossa criatividade para tirar os melhores frutos possíveis dessa nova realidade em Roraima. Além de coordenarem o público migrante, esses profissionais têm a chance de melhorar a qualidade de vida ou pelo menos amenizar o problema que essas pessoas passaram devido à migração forçada”, diz.

O recurso empregado para a contratação desses profissionais provém dos R$ 480 mil articulados pelo Governo de Roraima junto ao MDS (Ministério do Desenvolvimento Social) para ser utilizado no atendimento dos imigrantes venezuelanos do CRI (Centro de Referência ao Imigrante), além do provimento de alimentação e cargas de gás.

A economista e professora de espanhol, Sandra Palomino, será a coordenadora do Centro de Referência no bairro Pintolândia. Ela acredita que é louvável que o Estado tenha disponibilizado esse grupo para atuar junto à situação que Roraima vive.

“Roraima realmente não está acostumado a essa realidade. Porém, saber lidar com isso é uma questão de responsabilidade social muito grande e o Governo tem demonstrado essa vontade política e solidariedade. Percebemos que entre os imigrantes há mão de obra especializada, não somente cuidar do abrigo é importante, mas buscar parcerias de trabalho a nível local ou mesmo internacional pode mudar esse contexto”, concluiu.

Os convocados em segunda chamada devem se apresentar na Setrabes amanhã (22), das 8h às 12h e das 14h30 às 17h. O edital da convocação está disponível no Portal do Governo do Estado (www.portal.rr.gov.br).

O PROCESSO SELETIVO – Destinado à seleção e contratação de 12 profissionais, sendo oito de nível superior (psicólogo, assistente social, antropólogo e coordenador) e quatro de nível médio (agente sócio instrutor), que vão atuar nos dois Abrigos Provisórios, conhecidos como Centro de Referência aos Imigrantes em Boa Vista e em Pacaraima.

São seis vagas destinadas para a Capital e outras seis para Pacaraima. O período de contratação será de seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis meses.

SHARE